PUBLICIDADE
Jornal
CLÁSSICO-REI

Ceará e Fortaleza têm intenção de criar setor misto para o primeiro Clássico-Rei de 2019

Intenção é que iniciativa possa se repetir nos demais jogos do ano

12/02/2019 01:20:20
Torcida do Fortaleza, em jogo da Série B do Campeonato Brasileiro de 2018
Torcida do Fortaleza, em jogo da Série B do Campeonato Brasileiro de 2018

Em um ano em que Ceará e Fortaleza têm trabalhado cada vez mais em conjunto, uma medida dos dois clubes poderá ser o pontapé inicial para uma mudança histórica nos estádios alencarinos. As diretorias dos rivais pretendem implementar setor com torcida mista no primeiro Clássico-Rei do ano, que será realizado no dia 10 de março, às 17 horas, no Castelão.

O POVO apurou que a intenção é que o setor misto seja em espaços que normalmente não são ocupados nos clássicos - possivelmente no setor Bossa Nova -, e não no setor Premium.

"Há a ideia por parte dos dois clubes de fazer esse setor e acredito que vá se concretizar. A ideia é que desde a chegada no estádio essas pessoas possam já entrar juntas, e que seja justamente onde havia a separação das torcidas. Então, queremos ter um espaço preenchido por pessoas que não tenham problema em assistir ao jogo juntos. Não será no setor Premium. Vamos ver os detalhes operacionais para que seja uma experiência positiva", disse Marcelo Paz, presidente do Fortaleza.

O mandatário alvinegro, Robinson de Castro, destacou que a iniciativa deve reforçar a cultura da paz nos estádios, algo que as duas diretorias têm tentado fortalecer. A intenção é que esta alternativa se repita em outros clássicos.

"É uma iniciativa nova e que precisava desse primeiro passo. Famílias que não têm a mesma opção de time terão a oportunidade de ver o clássico juntas e por isso esperamos realizar uma bonita festa, oferecendo a todos segurança e comodidade para celebrar esse rivalidade centenária nesse momento importante", disse Robinson de Castro.

O Batalhão de Eventos da Polícia Militar, no entanto, ainda não foi consultados oficialmente sobre a possibilidade. Em contato com a reportagem, membro do comando da PM, que preferiu não se identificar, garantiu que ainda não houve contato oficial para discutir a viabilidade da realização. O POVO tentou contato também com o Ministério Público, mas não obteve retorno até o fechamento da edição.

A reunião para definir o esquema de realização do jogo deve acontecer nos próximos dias.

A integração das torcidas é mais uma prova evidente de que Vovô e Tricolor querem estreitar a parceria. Mauro Carmélio, presidente da Federação Cearense de Futebol (FCF), falou sobre a proposta dos clubes. "Já houve experiências anteriores e sempre deu certo. O futebol cearense sempre (está) dando exemplo aos demais. Iremos conversar com o Ceará, Fortaleza e os órgãos de segurança para montar um plano de ação seguro e sem problemas no dia do evento".

As duas maiores equipes do Estado vivem momento excelente, com quatro competições na temporada e os dois na Série A do Campeonato Brasileiro. A evolução passa diretamente pelo profissionalismo das duas gestões que têm trabalhado em conjunto em questões como, por exemplo, patrocínios e gestão compartilhada do Castelão.

Com mando do Fortaleza (definido por sorteio) o jogo do Estadual terá renda dividida na seguinte forma: 60% para o vencedor e 40% para o perdedor; ou 50% para cada em caso de empate. (Colaborou Brenno Rebouças)

 

Matheus Vitor e André Almeida