PUBLICIDADE
Jornal

Fortaleza tem 4ª maior rede municipal de educação do País em número de matrículas

| Censo Escolar | Até o fim de 2020, oferta de vagas será ampliada com 25 novos Centros de Educação Infantil e 19 Escolas de Tempo Integral

12/02/2019 01:14:14

Fazer busca ativa do aluno no primeiro dia de falta na escola. Manter os estudantes na unidade mesmo com a ausência do professor. As mudanças são elencadas como fatores para melhoria de índices de rendimento escolar na rede municipal de educação. Fortaleza se destaca como a maior rede municipal do Nordeste e a 4ª do Brasil, com 214 mil matriculados entre Educação Infantil (creche e pré-escola) e Ensino Fundamental. Segundo dados do Censo Escolar da Educação Básica de 2018, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a Capital apresentou crescimento de 16,36% na matrícula em creches, a maior ampliação do Brasil.

Até o fim de 2020, o Município deve contar mais 25 Centros de Educação Infantil (CEIs) e 19 Escolas de Tempo Integral (ETIs), com 8 mil novas vagas. E outras cinco ETIs serão construídas a partir do segundo semestre deste ano, prometeu o prefeito Roberto Cláudio, em coletiva na manhã de ontem, no Paço Municipal.

Os investimentos nas creches e pré-escolas, de acordo com RC, já se refletem nos índices de educação nos anos posteriores, de Ensino Fundamental. "A melhora é muito mais acentuada no 5º do que no 9º ano. Apesar de não ter uma comprovação científica, a gente faz uma inferência. A geração que esteve no 5º ano foi a geração que já experimentou esses resultados. A gente já tinha aumentado vagas de Educação Infantil, passaram pelo processo de alfabetização correta", relaciona.

A queda no índice de distorção idade-série, que saiu de 24,7 para 21,7 de 2017 para 2018, vem repercutindo na taxa de permanência do aluno, explica Dalila Saldanha, secretária da Educação de Fortaleza. "A gente tinha uma curva de queda na matrícula, mas a partir de 2013 a gente vem, ano a ano, com essa credibilidade na rede", disse, conferindo os resultados a "uma política educacional estruturada, com foco no sucesso do aluno e na formação e valorização do professor".

O município registrou um aumento de quase 5 mil matrículas na Educação Infantil no último ano. Saiu de 42.083 para 47.052, de 2017 para 2018.

Fortaleza figura também como a 3ª capital do Brasil e 1ª do Norte-Nordeste em matrículas no Tempo Integral, com 67.417 estudantes atendidos em jornada ampliada. Houve um crescimento de 20,2% de 2017 para 2018. São 31,5% dos alunos da rede municipal estudando em tempo integral.

ANA RUTE RAMIRES

TAGS