PUBLICIDADE
Esportes
PASSA BEM

Cearense Dyogo Alves tem mão queimada, mas dará continuidade ao sonho de ser profissional, assegura pai

Jogador estava presente no alojamento no CT Ninho do Urubu, do Flamengo, na hora do incêndio na manhã desta sexta-feira, 8; pais do goleiro estão indo ao RJ

10:58 | 08/02/2019
Foto: Reprodução/Flamengo
Foto: Reprodução/Flamengo

Um dos cearenses que estavam no Centro de Treinamento Ninho do Urubu, do Flamengo, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, era o goleiro Dyogo Alves, de 15 anos, que atuava no sub-15 do clube. O Esportes O POVO apurou com a família que o atleta passa bem. Ele inalou fumaça e teve pequenas queimaduras nas mãos, o que não deve atrapalhar no sonho de ser jogador profissional.

Após o incêndio, Dyogo foi levado para um hospital público no Rio de Janeiro. Contudo, ele e Cauan, outro cearenses envolvido no incêndio, vão ser transferidos para uma unidade particular ainda nesta sexta-feira, 8, a pedido do clube carioca. Os pais do garoto, Francisco José e Francisca Nelia, viajarão para a capital fluminense e devem estar com o filho ainda hoje. O Flamengo custeará essa viagem para o casal.

O pai de Dyogo, Francisco José, ainda está em estado de choque. Falou com o Esportes O POVO e garantiu que o jogador deve continuar a carreira no futebol de base. "Primeiro quero agradecer a Deus, por [Dyogo] estar vivo. Ele inalou muita fumaça, queimou uma parte da mão. Vai dar continuidade ao sonho de ser profissional. É um menino muito focado, sonhador, lutador, respeitador, em busca de um grande sonho", contou. A irmã, Naiane Alves, acrescenta que Dyogo é muito "alegre, dedicado, pessoa de muita luz".

Dyogo Alves começou jogando no futsal, em Fortaleza, pelo time dos Bombeiros com nove anos de idade, segundo a irmã. Depois, foi para o Estação, no campo, onde foi campeão cearense sub-13 em 2017, levando o troféu de Goleiro Destaque da competição. Em fevereiro de 2018 foi para o Flamengo, onde é titular do sub-15.

Confira o vídeo enviado por Dyogo, gravado do hospital onde está internado: